Pecuarista perde R$ 2 milhões com morte de 1,1 mil cabeças de gado

Por Campo Grande News 08/08/2017 - 13:29 hs
Foto: Rural News MS
Pecuarista perde R$ 2 milhões com morte de 1,1 mil cabeças de gado
Imagem mostra o gado morto. Eles foram enterrados na própria fazenda

O pecuarista Pérsio Airton Tozzi perdeu cerca de R$ 2 milhões com a morte de 1,1 mil cabeças de gado que estavam confinados em sua fazenda, a Marca 7, que fica em Água Clara - município localizado a 198 km de Campo Grande.

De acordo com informações do site Rural News MS, a causa das mortes dos bois só será descoberta na próxima semana, quando saem os resultados laboratoriais dos exames. A morte do gado aconteceu nesta segunda-feira (7).

Porém, a Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária e Animal), existe a suspeita de que o botulismo seja a causa. A doença afeta o sistema nervoso e provoca paralisia no animal. Humanos também podem ser afetados.

Ainda conforme a o Rural News MS, não há registro de doenças em fazendas vizinhas à Marca 7. Os exames serão feitos no Estado, mas uma segunda análise será feita por laboratório em São Paulo.

São usadas amostras da ração dos bovinos e da água consumida por eles nos exames. A gravidade do butolismo é definido em quatro graus, passando pela super agura, aguda, subaguda e crônica.