Morto na fronteira neste domingo foi fuzilado e era dono de lava jato

Por Campo Grande News 04/12/2017 - 13:28 hs

Morto na fronteira neste domingo foi fuzilado e era dono de lava jato
Daniel foi morto após ser atacado por pistoleiros na fronteira (Foto: Direto das Ruas)

O homem identificado como Daniel Cândia morto na tarde deste domingo (3) em Pedro Juan Caballero - cidade paraguaia que faz fronteira com a brasileira Ponta Porã, há 323 km de Campo Grande -, foi morto a tiros de fuzil.

De acordo com o Porã News, a Polícia Nacional paraguaia informa que a vítima era dono de um lava jato em Pedro Juan e foi alvo de tiros feitos com fuzil AK 47, além de munições .30 e M4.

O nome completo da vítima é César Daniel Riquelme Cândia, que tem 29 anos - e não 30 como informado anteriormente -, estava com uma camionete Toyota Hilux com placa paraguaia, acompanhado por uma pessoa identificada apenas como Marquito.

Cândia tentou fugir à pé quando foi atacado pelos pistoleiros, mas acabou sendo fuzilado com dezenas de tiros. Marquito teria conseguido fugir e é a principal testemunha do crime. O veículo so parou quando bateu na fachada de um comércio.

Os policiais paraguaios trabalham com a hipótese de que o crime tenha sido um acerto de contas entre integrantes do crime organizado que atua na fronteira entre Paraguai e Brasil.