Copasul completa 39 anos com um faturamento recorde de 1 bilhão

Por Capital News 02/01/2018 - 14:35 hs
Foto: Divulgação

Em 1978, do sonho de 27 pequenos produtores e da necessidade de buscar melhores condições para comercialização de algodão, surgiu em Naviraí, a Copasul, Cooperativa Agrícola Sul-Mato-Grossense. Neste último dia 16 de dezembro, a Cooperativa completou 39 anos comemorando bons resultados conforme informou a assessoria, graças a cooperação e ao agronegócio. Atualmente, são mais de 900 cooperados, 500 colaboradores, unidades em oito municípios de Mato Grosso do Sul e um faturamento recorde de 1 bilhão de reais.

Ao longo dos anos, a Copasul expandiu sua área de abrangência e seu campo de atuação. Hoje, os cooperados contam com assistência técnica, recebimento de grãos, fornecimento de insumos, serviços em irrigação, além da área industrial. Através da Fiação o algodão que sai do campo, se transforma em fios para grandes indústrias textêis, principalmente para cama, mesa e banho. A produção atual, atingiu a marca de 1.000 toneladas por mês. E a fecularia, vive um momento de consolidação no mercado, alcançando grandes resultados no faturamento e rentabilidade, nela, a mandioca se transforma em fécula para atender principalmente fabricantes de tapioca e pão de queijo. 

Novas unidades e recebimento recorde

Hoje, a Copasul está presente em Naviraí, Itaquiraí, Deodápolis, Dourados, Maracaju, Novo Horizonte do Sul, Nova Andradina e Ivinhema, essa última, abriga a mais nova Unidade de recebimento de grãos, que já nesta safra recebeu mais de 950 mil sacas de milho, superando a expectativa inicial. No total, a Cooperativa recebeu 16 milhões de sacas. Nos próximos anos, a Cooperativa também estará presente em Anaurilândia, sendo que as obras da Unidade já iniciaram. 

Cooperação, agronegócio e capacitação

O atual presidente, Gervásio Kamitani afirma que os bons resultados foram conquistados através da união e da força gerada através do campo. “Nós tivemos um ano muito marcante. Infelizmente, nosso presidente, Sakae Kamitani, nos deixou, mas o legado dele gerou grandes marcas. No ano que completamos 39 anos alcançamos grandes resultados, como o faturamento recorde, que inclusive era uma meta dele, além da expansão para novos negócios. E se estamos colhendo bons resultados, é graças aos nossos cooperados, juntamente com os colaboradores. Sem a união do planejamento, do agronegócio e da cooperação, isso não seria possível”, finaliza Gervásio.

 

Curta a Fanpage do site onde tudo vira notícia!