Governo assina contratos de R$ 5,7 milhões para pavimentação em quatro municípios

Ainda no Diário Oficial desta segunda-feira, o Governo do Estado, por meio da Agesul, divulgou a empreiteira vencedora da licitação para ações de pavimentação e drenagem no município de Iguatemi

Por Correio do Estado 26/03/2018 - 15:58 hs

Governo assina contratos de R$ 5,7 milhões para pavimentação em quatro municípios
Ações contemplarão quatro municípios do Estado - Foto: Gerson Oliveira/Correio do Estado

O Governo do Estado assinou quatro contratos para pavimentação de ruas em quatro municípios, que totalizam R$ 5,7 milhões de investimentos pela Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul). Os acordos com as empreiteiras foram publicados no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (26).

A primeira publicação consta no contrato com a empresa Conpav Santa Fé Construções e Pavimentação, que será responsável pelas obras de pavimentação em Cassilândia. O contrato é de R$ 3,5 milhões e prazo de 360 dias para a execução das ações.

Em seguida, a Agesul assina um contrato com a empresa Construpontes Construtora e Serviços Eireli ME, que fará a pavimentação e drenagem da Rua Antônio Lúcio e adjacentes em Rochedo. As obras custarão R$ 465 mil em um prazo de 180 dias.

Já em Bodoquena, as obras de pavimentação e drenagem do Loteamento Bandeira II será realizado pela empresa Diferencial Serviços e Construções Ltda. O contrato custa R$ 833 mil e tem prazo para execução em 180 dias.

Por fim, a Agesul fechou contrato com a empreiteira Amaral Camargo Transporte e Locação Eireli para pavimentação e drenagem nas ruas Dois de Maio e Tamandaré, em Aral Moreira. As ações custarão R$ 890 mil e devem ser executadas em um prazo de 150 dias.

LICITAÇÃO
Ainda no Diário Oficial desta segunda-feira, o Governo do Estado, por meio da Agesul, divulgou a empreiteira vencedora da licitação para ações de pavimentação e drenagem no município de Iguatemi.

A empresa será responsável pelas ações de calçamento, sinalização viária e acessibilidade no residencial Élida Lopes Nogueira. As ações devem custar R$ 629 mil.