Paulista vestido de padre é preso tentando traficar 101 kg de maconha

Por Redação Portal I Tudo 18/05/2018 - 07:14 hs

Paulista vestido de padre é preso tentando traficar 101 kg de maconha
Fantasia de pároco não evitou prisão do paulistano do Jabaquara - Foto: Reprodução/Porã News

Morador da zona sul de São Paulo (SP), um homem de 37 anos tentou usar um disfarce ideal para escapar de abordagens policiais enquanto conduzia um Hyundai HB 20 com 101 quilos de maconha. Entretanto, mesmo vestido de padre e alegando que voltava do Paraguai após fazer compras, o falso pároco mostrou um nervosismo não muito usual ao sacerdócio e acabou preso em flagrante por tráfico pela Polícia Rodoviária Federal na última quinta-feira (16), na altura do km 68 da BR-463, em Ponta Porã.

Segundo a PRF, agentes faziam a fiscalização da pista e estranharam o nervosismo do padre, que estava sozinho no veículo. Na primeira averiguação, a confirmação: o veículo havia sido alugado em uma locadora nos arredores do aeroporto de Congonhas, na capital paulista. Na segunda, os tabletes de maconha foram localizados no porta-malas.

Sem alternativa, o falso padre resolveu confessar seus pecados. Mora no bairro paulistano do Jabaquara e sua namorada estaria devendo um dinheiro alto a traficantes de lá. Para compensar o valor, teve de vir buscar um carregamento no país vizinho. E pensou que vestido de pároco não chamaria a atenção. Pudera, já foi preso há oito anos fazendo o mesmo serviço de mula, como são conhecidos os transportadores de droga.

Suspeito, veículo e droga foram levados à delegacia da Polícia Federal de Ponta Porã, onde o caso foi registrado.

OUTRO CASO

Não foi a única apreensão feita pela PRF no mesmo local. No início da manhã desta quinta-feira (17), 450 quilos de maconha foram localizados e dois batedores da droga foram presos.

A equipe fiscalizava na Unidade Operacional e abordou um Ford Ecosport XLT com placa de Céu Azul (PR), conduzido por um homem de 50 anos, na companhia do passageiro, de 25.

O motorista se apresentava bastante nervoso com a abordagem e deu explicações infundadas sobre a viagem a Ponta Porã. Enquanto fiscalizavam o veículo, passou pela Unidade Operacional, um Crossfox GII com placas da Capital, que não acatou a ordem de parada e empreendeu fuga.

Após alguns quilômetros tentando acompanhar o veículo, os policiais o encontraram abandonado às margens da rodovia e seu condutor evadido, não sendo encontrado. No veículo havia vários tabletes de maconha que somaram 450 quilos do entorpecente e um jogo de placas de Itapuranga (GO).

Suspeitando de que o Ecosport seria o batedor do carregamento, a equipe retomou a fiscalização do utilitário, encontrando um rádio comunicador na mesma frequência do Crossfox. Os policiais observaram ainda, em registros da PRF, que o veículo já realizou o mesmo serviço de batedor em 23/04/2018.

Em consulta aos sistemas informatizados, verificou-se que o Crossfox tem placas originais de Brasília (DF), com registro de roubo em fevereiro. Os veículos foram apreendidos, enquanto suspeitos e a droga foram encaminhados para a Polícia Federal em Ponta Porã.